LIGUE AGORA : (85) 3 4 9 1 . 4 0 0 0
Normas e rotinas dos estágios da ENFERMAGEM

Normas e rotinas dos estágios da ENFERMAGEM

I. Usar roupa adequada – calça comprida e blusa, opcional (EFIVEST) como farda.

II. Aulas práticas tem que ser padronizado conforme orientação da coordenadora de enfermagem: Maria Tarcila Rabelo Pinheiro, aula prática uma vez por semana a combinar com cada turma o dia. Ter cuidado para não usar roupa íntima com cor que chame atenção com a farda branca. Sapato branco fechado, sem enfeites, sem fivela, de couro liso. Não usar adornos (brincos, colares, anéis, relógios, pulseiras, etc).

III. Ser: assíduo e pontual. USAR SEMPRE os EPI’s, ao realizar procedimentos de enfermagem, ter cuidado com suas viseiras ou óculos e SEMPRE lavar com sabão neutro e guardá-los. Atenção: os EPI’s deverão ser descartados no lixo biológico.

IV. É fundamental a higienização das mãos com água e sabão e para complementar, opcional, uso do álcool gel a 70% antes e após atender cada paciente.

V. Obedecer à hierarquia e realizar procedimentos somente com a supervisão do professor (a) de enfermagem, de sua competência – esperando por sua vez. Realizar todas as práticas em laboratório, caso aconteça de faltar, comunicar antes e na próxima aula repor (no caso no turno diferente), para assim dar continuidade ao aprendizado e que todos fiquem no mesmo nível.

VI. Fazer sempre antissepsia da pele do paciente/cliente/usuário com álcool a 70% antes da aplicação de injetáveis.

VII. É muito importante o preenchimento correto e com letra legível dos dados do paciente no prontuário: caneta azul ou preta (não pode ser porosa e não pode usar corretivo).

VIII. Ter atenção com os 12 certos da enfermagem: paciente certo, medicamento certo, dose certa, hora certa, via certa, tempo certo, validade certa, abordagem certa, aspecto da medicação, compatibilidade medicamentosa, direito de recusar o medicamento e anotações corretas. Qualquer dúvida, pergunte!

IX. A passagem de plantão é de extrema importância, tanto de um turno para o outro. Com o professor/enfermeiro assumir paciente em estágio curricular somente após a passagem de plantão dos profissionais. ATENÇÃO: É importante passar o plantão no leito e também conferir medicação e prontuário. Procurar NÃO sujar seu ambiente de trabalho, zelar pela limpeza e ordem do material, dos equipamentos e das dependências das unidades de saúde. Os perfuro-cortantes devem ser mantidos fechados e limpos respeitando sua capacidade.

X. Em caso de sangue ou líquidos derramados no chão, o serviço de limpeza deverá ser chamado o mais breve possível para evitar acidentes e sujeira nas salas.

XI. Limpar bancada com água e sabão neutro e após enxugar passar álcool a 70%. A mesma coisa para os kits de cada paciente interno realizar assepsia.

XII. NUNCA se esquecer de perguntar suas dúvidas, porém não pode ser na frente do paciente.

XIII. Quando for preciso um técnico de enfermagem acompanhar algum paciente para o hospital haverá sorteio entre os técnicos de plantão, porém o estudante não poderá entrar neste sorteio por conta que não tem COREN e não faz parte do quadro de funcionários.

XIV. Cuidado com a postura (conversas paralelas e intimidade com os pacientes e com os próprios funcionários). Atenção no posicionamento dentro da instituição de estágio, evitar ficar dois ou mais alunos em grupinhos – isso desperta insegurança. Ter cuidado para não falar de problemas do hospital ou curso na frente dos pacientes ou funcionários.

XV. Qualquer conflito ou mal-entendido entre pacientes e estudantes deverá ser comunicado à enfermeiro/professor para devidos esclarecimentos.

XVI. Não usar celular no estabelecimento em hipótese nenhuma, nem como rádio.

XVII. Prestar muita atenção nos pacientes e não se distrair com a televisão e/ ou rádio. Dar sempre importância às queixas dos pacientes, comunicando-as ao médico e/ou enfermeira e prestar o atendimento necessário.

XVIII. Todos os pacientes devem ser tratados da mesma forma, não devendo haver distinção por parte dos estudantes.

XIX. As trocas de horário dos estágios deverão ser comunicadas e assinadas pelas partes envolvidas e ter autorização da enfermeira/professora, se não for comunicado, iremos tomar medidas cabíveis.

XX. Deixar sempre um kit (umidificador, látex e cateter de oxigênio) junto com a bala de oxigênio, pois facilita o nosso trabalho na hora da urgência – em salas de emergência.

XXI. Sempre orientar os acompanhantes que não é permitido fazer refeições em enfermarias, exceto aqueles pré-determinados. ATENÇÃO: os estudantes também não podem lanchar, salvo dentro da copa ou em cantina externa . Não se alimentar em laboratório do EFIVEST.

XXII. ATENÇÃO ao desprezar material nos depósitos de lixo. Sempre fazer a diferença entre Lixo Comum e Lixo Biológico. NUNCA QUEBRAR A ROTINA, A NÃO SER POR ORDEM DA ENFERMEIRA/PROFESSORA.

XXIII. Cada estudante é muito importante na qualidade do serviço prestado pelo EFIVEST. A colaboração e envolvimento são fundamentais no desenvolvimento de todas essas atividades.

XIV. SOMOS UMA EQUIPE EM QUE CADA UM EXERCE UMA FUNÇÃO ESPECÍFICA. SE TODOS FIZEREM SUA PARTE, OS OBJETIVOS SERÃO ALCANÇADOS!

 

“O EXERCÍCIO DE NOSSA FUNÇÃO É O EXERCÍCIO DE NOSSA PAIXÃO”.
(Gabriel Chalita)

 

MARIA TARCILA RABELO PINHEIRO

Deixe uma resposta

Fechar Menu
FECHAR